Arquivo da tag: Linguagem

Contribuição da literatura à argumentação jurídica – resenha concisa

Abaixo, resenha concisa que fiz do subcapítulo Direito e retórica – Contribuição da literatura à argumentação jurídica e ao equacionamento da questão do bem-comum, de autoria do jurista e professor Plauto Faraco de Azevedo. In: Azevedo, Plauto Faraco de. Aplicação do Direito … Continuar lendo

Publicado em Direito, Literatura | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Sobre a arte de não escrever

Já disse, alhures, aqui mesmo, neste site, que, hoje em dia, há mais escritores do que leitores. (A presença das vírgulas no período acima visa a fazer com que o leitor leia o texto lentamente. A ausência de vírgulas no … Continuar lendo

Publicado em Escritores, Escritores brasileiros, Jornalismo, Linguagem | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

O que é escrever (para mim, é claro)

  Quando em mim havia maior capacidade de indignação, escrevia, metade colérico, metade sereno. Hoje, simplesmente, não há tempo para escrever. Escrever demanda um certo ímpeto, respeito pela palavra. Atualmente se escreve tanto – e tão ao gosto obtuso de seres … Continuar lendo

Publicado em Linguagem, Tempo | Marcado com , , | Deixe um comentário

Introdução a um poema de “O guardador de rebanhos”, de Alberto Caeiro

  Este texto é uma introdução a Alberto Caeiro e visa a oferecer subsídios a jovens alunos do Recife.  (Observação de 30/11/2010: agradeço às mais de 1000 visitas de navegadores das regiões de Lisboa, Faro, Porto, Açores, Madeira, Braga, Coimbra, Aveiro, Setúbal, Évora, Viseu, … Continuar lendo

Publicado em Linguagem, Poesia, Teoria da Literatura | Marcado com , , , , | 6 Comentários

Duas certas (e errôneas) traduções de Frye

Traduzir é tarefa ingrata. O tradutor está, queira-se ou não, sempre sob certo julgamento. Por mais bem feita que seja a tradução, um só erro basta para que críticos mais agudos reclamem muito daquilo que se traduziu e desconsiderem o … Continuar lendo

Publicado em Linguagem, Literatura, Religião, Tradução | Marcado com , , , , , , | 6 Comentários

A música

A música, somente ela, isto é, a música sem letra, desprovida de um objetivo mais racional, é a que nos leva mais longe. Talvez porque contenha em sua forma o próprio conteúdo. Naquele sentido de revelação quase metafísica da verdade (ecos heideggerianos … Continuar lendo

Publicado em Linguagem, Música, Silêncio | Marcado com , , | 2 Comentários

Linguagem é linguagem

  Somente pela linguagem é que a linguagem se institui. O poder de uma palavra ou de uma frase é amplo e acata diversos sentidos. Vulgarmente, as palavras não expressam mais do que a imediatidade do mundo ôntico. Somente aqueles que trabalham … Continuar lendo

Publicado em Filosofia, Linguagem | Marcado com , , | Deixe um comentário