Arquivo da tag: Drummond

“ ‘A máquina do mundo’ de Drummond” rediviva

Escrevo também para incautos. Por isso, alerto: o que está entre aspas simples, acima, é título de um poema. O que está entre aspas duplas é título de um ensaio de Merquior. O adjetivo que acrescento ao título do ensaio … Continuar lendo

Publicado em Crítica literária, Poesia, Poetas brasileiros, Teoria da Literatura | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

O belo na arte

A incrível e meritória (?) arte de escrever sobre o que não se sabe: eis o que é a filosofia. Uma tentativa de estabelecer o necessário, o almejado e tão-somente necessário, como possibilidade de comprovação de verdades, que não são … Continuar lendo

Publicado em Arte, Estética, Filosofia | Marcado com , , , | Deixe um comentário

O belo e o verdadeiro

Em que medida o belo acompanha o verdadeiro ou pode ser expressão dele se o verdadeiro pertence à Lógica, e o belo, à Estética? Em que condições o belo artístico se assemelha ao belo natural se a lua cheia, avermelhada e gigantesca que … Continuar lendo

Publicado em Estética, Filosofia, Poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário

Nem mazurcas, nem abusões

  “Nem mazurcas, nem abusões”, dizia Drummond, em língua que não mais entendemos hoje, ao falar sobre a poesia e sua procura  – sobre como não fazer poesia (repara: na dialética entre o fazer e o ser, a poesia está mais … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Poetas brasileiros, Sociedade brasileira | Marcado com , , , | Deixe um comentário