Arquivo do mês: maio 2010

Poema invertido

  O boi rumo à pastagem (verde e tenra) é como a casa que espera o homem que já chega:   Portas fechadas a esconder conforto e calor, Carne que se locomove – a antever prazer (e dor).  . Sossego … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com | 2 Comentários