/poema

 

Noite de finados

Noite longa.

Um sonho demorado com dois que se foram.

Sonho falso,

e é só.

Estou só:

foram-se.

 
Poema de finados, escrito em memória de meus pais. A foto é uma composição feita com imagens de sósias de ambos, encontradas ao acaso na Internet. Texto já publicado em outro site, em julho de 2006.
Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s