Anaximandro

 

Anaximander004

Αναξίμανδρος – De onde provém a torrente sempre renovada do devir? Esta a pergunta fundamental de Anaximandro, cujo nome temos em grego aí na abertura do texto –  esta a pergunta que sempre me faço e que já transformei em uma afirmação antropocêntrica: “o que me impressiona é que sejamos tantos.” E todos com seu mundo particular, individualizado e sem muita razão aparente, a viver pela sobrevivência. A forma que tomamos ao abandonarmos o apeiron, quem é que no-la (desculpem-me pelo emprego pedante do pronome) confere? Esclareça, homem de Mileto, antes que Heráclito venha te chutar a canela.

 

Escrito em 9/8/2005

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Filosofia e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s