Flaubert. Flaubert?

flaubert

A inevitabilidade da constante troca de estados de espírito é em muito proveniente do efeito que o mundo exterior em geral provoca. Como não é possível viver em harmonia com uma civilização milenar que se repete em erros mesquinhos e egoístas, a tendência do intelectual é a de buscar um mundo próprio, sem interferência do “lixo” exterior (tendência pensada, aliás). É claro que o isolamento só é possível àquela parcela da população que consegue sustentar-se economicamente, e nisso Flaubert era de certa forma pródigo. A mesma tendência é levada a extremos do mau gosto hoje, pois é impensada. Justamente por estar na mão de quem defende a arte como mercadoria, a literatura atual e seus escritores são todos realmente muito mais publicitários do que escritores, mas disso não sabem. Acham-se mais dignos do isolamento do que alguém “menor”, como o próprio Flaubert, e quando dele falam, presumem fazê-lo com propriedade e sutilezas do mais requintado dos críticos. Hoje, só há gênios. Não há saia justa que prove o contrário. Já dispomos de mais escritores do que leitores. Trata-se de uma benesse que os tempos pós-modernos nos legam: estamos cercados de potestades. Ainda assim, dado todo esse quadro, sobrevivem, do outro lado da moeda, defensores da arte engajada. Para estes, incorrer no crime do isolamento é imperdoável. Faço então algumas perguntas: Quando nos livraremos dos olhares pudicos da religião e do marxismo? E da imbecilidade publicitária? Flaubert, por exemplo, é, de um lado, facilmente tachado de pequeno-burguês e parasita; de outro, é modelo a ser imitado de maneira imbecil e inautêntica. Pergunto: o que há de mais enfadonho do que pregar a arte engajada? O que há de mais burro do que louvar o mundo reificado? O que há de mais ingênuo do que acreditar na humanidade?

Texto escrito em 02/6/2005
Anúncios
Esse post foi publicado em Escritores, Literatura e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s