Finalidade sem fim

kant1

Kant é o homem que tenta desvincular o fim (a utilidade) do objeto artístico da sua finalidade (isto é, do prazer subjetivo que provoca). O fim diz respeito aos objetos empíricos, ou seja, que têm utilidade prática na vida. Toda vez que predomina o fim na arte, temos “beleza aderente”; quando não há predominância do fim, temos “beleza livre”, desinteressada. Quando vemos arabescos (desenhos abstratos), por exemplo, não os associamos a nada que exista previamente: trata-se, segundo Kant, de beleza livre. Isso não ocorre na arte figurativa (e nem, diga-se de passagem, na literatura realista), que sempre adere a um objeto anterior, previamente existente. A beleza aderente, portanto, sempre depende de um conceito anterior, ao passo que a beleza livre não se apega a conceito algum. Agora vamos ao nó da questão: O juízo do conhecimento (dizer “isto é verdade”) se baseia no conceito mas dispensa a sensação, pretendendo ter validade universal. O juízo estético (dizer “isto é belo”) se baseia na sensação mas dispensa o conceito, também pretendendo ter validade universal.  O ponto em comum entre ambos, vislumbrou Kant, é pretender a validade universal. Daí a tentação que temos de analogicamente dizer, quando, por exemplo, ouvimos um prelúdio de Bach “esta obra artística é pura expressão da verdade”. Mas o ponto não resolvido por Kant e pelo primado da subjetividade é que o juízo estético (a pretensão de validade universal do juízo que fazemos do objeto artístico) depende tão somente do olho (ou dos ouvidos, no caso de Bach) do observador.

 Texto escrito em 06/5/2005
Anúncios
Esse post foi publicado em Estética, Filosofia e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s